Colapso da fundação de Onda

Colapso da fundação de onda é um termo comum da física quântica que deriva do famoso experimento da dupla fenda popularizada pelo físico Richard Feinman, o experimento da dupla fenda demonstra que a matéria e a energia podem exibir ambas as características de ondas e de partículas. 
Dito de forma simples, os cientistas estavam interessados em explorar a natureza  de um elétron e queriam determinar se era uma partícula ou uma onda, quando eles estavam na sala de observação do elétron, ele se comportava como uma partícula o que confirmava as  suas expectativas, quando os cientistas deixavam a sala e não estavam  observando o elétron mas registrando a atividade por vídeo, o elétron se comportava como uma onda, os cientistas concluíram que as expetativas dos pesquisadores colapsava a função da onda, transformando-os de estados de ondas prováveis para formas fixas à base de partículas, eles concluíram que de fato, a consciência  do observador colapsa a função de onda. 
Então, por que estamos preocupados com o que uma partículas pode estar fazendo ou se ela está acenando ou não está acenando quando estamos olhando para ela? Quando entendemos que as nossas observações e expectativas realmente influenciam o comportamento aparente  da realidade, então estaremos habilitados a jogar ativamente com a interação da criação da realidade, a realidade não é nem partícula nem onda, é ao mesmo tempo e não é ao mesmo tempo e como co-criadores com a consciência universal influenciamos o modo como à realidade se forma. 
Da mesma forma, em nossas observações contínuas da nossa realidade  e nós mesmos, repetidamente colapsamos a função de onde em um estado de mesmice ou um estado de não mudança, percebemos através da mesma lente da consciência e entramos em colapso da função de onda em várias possibilidades de estados para aquilo que escolhemos observar para nós mesmos, nossa lente limitada da consciência cria preconceitos perceptivos que filtram o que somos capazes de perceber e experimentar. 
Como podemos perceber, a vida é o resultado de como nós colapsamos a função de onda, nossas perspectivas, nossas observações, nossas opiniões , nossos pensamentos e nossas crenças estão colapsando continuamente a função de onda de possibilidades ilimitadas, para os estados de probabilidade para o que realmente observamos  e percebemos como a nossa experiência, nós vemos o que esperamos ver e estamos continuamente e consistentemente colapsando a função de onda. 
Quando jogamos em um poderosos campo mórfico em nós, presume-se que estamos descolpasando a função de onda baseada em partícula, fixa, imutável, de perspectiva de realidade limitada, estamos descolpasando a função de onda a partir de uma única realidade casual, que é um estado de não mudança, sem flexibilidade, em estados de possibilidades ou um estado de fluxo baseado em ondas para um estado de fluxo baseado em onda, nós somos capazes de realizar o que é referido como um segundo fraco colapso da função de onda em uma nova configuração de consciência, um novo estado de mudança, somos capazes de passar de um estado de não mudança, sem flexibilidade, para um estado de fluxo, para um novo estado de mudança ou transformação. 
O colapso da função de onda é o que acontece quando exercemos uma escolha, considere que o campo do potencial da consciência é uma mancha coerente de informação infinita e potencial indif

erenciado, o potencial da consciência é tudo incluso não exclui nada, fora da coerência um campo infinito indiferenciado que é muito parecido com o potencial de um mar imóvel, possibilidades distintas como ondas no firmamento sem coerência do todo em subconjuntos, estes subconjuntos continuam a fazer parte do todo, mas eles têm características ondulatórias que estão em movimento e podem ser controlados pelo cérebro direito intuitivo.

A partir desse estado de incoerência estas ondas de possibilidades tornam-se ainda mais prováveis que algumas ondas que têm mais densidade ou que levam mais em consideração a informação, ondas de possibilidade que são em seguida mais propensos a entrarem em colapso, quando permitimos que a escolha entre através da estrutura lógica do cérebro esquerdo do observador há um colapso da função de onda de vários estados prováveis de realidade, muito parecido com uma gota de água coalescente com a areia, a onda se transforma em partícula como a consciência através da observação individual sai da função de onda e o que se percebe é a matéria, a forma e a experiência. 
Fonte: wakingtimes 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s