Os Mestres das Runas – Part III

TAMBORES

O tambor dos espíritos era o mais importante instrumento mágico usado nas cerimônias xamânicas. Era semelhante ao tradicional tambor escocês ou irlandês, muito usado atualmente por vários grupos folclóricos musicais. É basicamente construído por um aro de madeira sobre o qual é esticada uma pele de animal ou um pedaço de veludo, fixados por taxas de metal, de modo a deixar a superfície completamente rígida. Não é permitido usar ferro na construção do tambor, pois há uma velha crença que este metal anula o poder alcançado nos rituais mágicos. 
Os tambores xamânicos apresentam símbolos ocultistas pintados na superfície lateral e caracteres rúnicos gravados ao redor da borda. 
O tambor pode ser tocado com a palma da mão ou com uma baqueta bifurcada esculpida em madeira ou osso. 
Os xamãs recebem frequentemente instruções e ensinamentos ocultistas através de sonhos, que, em muitos casos, são semelhantes a visões. Nesses sonhos, os espíritos de outro mundo materializam – se sob forma animal e falam com eles. Tais experiências constituem um traço comum da iniciação mágica, especialmente em sociedades étnicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s