Imortalidade

Somos todos espíritos imortais, porém Deus teve de criar a morte para que pudéssemos às vezes descansar de nós mesmos, durante o período que separa uma vida de outra vida.
Se Ele não fizesse dessa forma, talvez não seríamos capazes de suportar a nós próprios.
“As almas não morrem jamais, mas sempre deixam uma morada para passar à outra. Eu mesmo me lembro de que na época da Guerra de Tróia, fui Eufórbio, filho de Pantos e caí pela lança de Menelau. Todas as coisas mudam, mas nada padece.

Do mesmo modo que se gravam certas figuras na cera, esta se derrete e pode gravar outras tantas, assim é a alma, sempre a mesma, apresentando, contudo, formas diferentes.

Portanto, se o amor ao próximo não estiver extinto em vossos corações, deveis abster-se de violar a vida daqueles que podem ser vossos próprios parentes.” 
(Pitágoras 480 a.C.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s